segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

A INCORPORAÇÃO


A
incorporação vem se tornando ao longo do tempo um assunto que ninguém
aborda, muitas vezes por medo de falar a verdade, por medo de ferir aos
outros e na grande maioria das vezes medo de saber que a verdade vai
contra aquilo que vem praticando há anos.

Para um médium ter uma
boa incorporação é necessário que a energia do Òrísà ou entidade tome o
corpo do médium em 80%, sendo assim ainda sobrariam 20% que fica
responsável pelos órgãos vitais do ser humano, ou seja, a respiração, a
visão, a audição e os movimentos, que são utilizados pela energia
conduzida. Em uma incorporação que fica 50% a energia conduzida (Òrísà
ou Entidade) e 50% a energia condutora (Médium) é notório que esse
médium não está tendo uma boa incorporação. É aonde entra a
interferência do médium, falando aquilo que acha correto ou aquilo que
tem vontade de falar e por alguém motivo não fala.

É fato que
ninguém se incorpora totalmente com Òrísà, já que seria impossível, pois
não há ser humano que seja puro o suficiente para que um Òrísà use seu
corpo. A energia do Òrísà depositada no corpo de um médium não é a total
energia de um Òrísà. Um filho de Iyemonjá tem forças para segurar as
águas do mar? Um filho de Òsún tem força para segurar as águas do rio?
Um filho de Iyansà tem força para segurar um vendaval? A resposta para
todas as perguntas é não, então uma incorporação com 100% da energia do
Òrísà seria como um filho de Iyansà segurar o vendaval. Cada médium
recebe a quantidade de energia que seu corpo suporta para preencher os
80% que ficam disponíveis para o Òrísà.

Existem regras básicas
para que um médium tenha uma boa incorporação. Uma pessoa que vestirá
seu Òrísà em uma festa domingo, sem sombra de dúvidas deve ter um
preparo. Se essa pessoa sai no sábado, vai para uma boate, bebe a noite
toda, tem relações sexuais, e chega em casa às 15:00hrs para vestir o
Òrísà às 18:00hrs, fica notório que essa pessoa não receberá nem a
metade da energia que deveria receber. Porém se essa mesma pessoa
ficasse em casa, repousando, essa pessoa receberia a energia que
necessita.

outro fator na incorporação que é importante ressaltar, que é a força
da energia recebida. A energia perde força conforme o tempo, um sirè
dura geralmente em torno de 6 horas, dentro dessas 6 horas o Òrísà de
uma pessoa que ainda é Iyawò, passará várias vezes, é claro que quando
esse Òrísà passar pela última vez no sirè já não será mais com a mesma
força que passou da primeira vez, isso ocorre devido ao corpo físico da
energia condutora ou médium ficar cansado, com a fraqueza do corpo do
médium a energia do Òrísà também vai perdendo força.
Quando uma
pessoa está virada com Òrísà, as pessoas afirmam que a mesma não pode
sentir dores ou necessidade de água, que é uma verdadeira ignorância.
Camuflado por baixo da energia está um ser humano que necessita de água,
as dores de fato ficam mais neutralizadas, isso acontece já que os
sinais vitais do médium estão em apena 20%.

Em uma festa de Esú
muitos incorporam visando a bebida que tem para beber, esses médiuns
após 20 minutos de festa, quando já beberam no mínimo 3 copos de
champanhe, cachaça ou qualquer outra bebida a força da entidade já cai,
justamente pelo fato do médium estar visando somente a bebida, a partir
de então o médium passa a influenciar a entidade, até que a entidade vai
se afastando cada vez mais, porém o médium que só visa a bebida
permanece dizendo que está incorporado, aonde fala coisas que magoam
pessoas, e perde ainda mais a credibilidade aos olhos das pessoas.

É
uma covardia do médium que utiliza uma entidade para falar aquilo que
lhe convém. Entidades essas muitas que muitas vezes vem a Terra com o
propósito de fazer o bem, de prestar uma caridade e ajudar aqueles que
necessitam.
Para uma boa incorporação basta a boa vontade e a concentração do médium.

mt axé a todos os irmãos em religiosidade.

6 comentários:

  1. É verdade que quando a pessoa está incorporada com o Orixá, não vê, não ouve e nem sente nada?
    E é verdade que quanto mais velho no Santo, mais inconsciente fica, e quando mais novo menos inconsciente fica?
    Muito obrigado

    ResponderExcluir
  2. AChei o texto um tanto confuso, essa história de querer colocar porcentagem em cima de incorporação é uma tremenda viagem, fora esse negocio de influência, que me pareceu bem mau conduzido.

    ResponderExcluir
  3. na vdd orisa ou qualquer espírito não vem em pessoa que tá ali por beleza, visto q qualquer religião trata de nos simplificar afim de chegarmos à luz da vdd... como não somos perfeitos, criamos muitos dogmas e às vezes (quase sempre) esses dogmas nascem de nos mesmos. Mas em termos de ser ou nao o responda orisa ou seja quem for, a responsabilidade maior é do dirigente ou dono da casa. E não existe fulano ou ciclano que "apague" durante um trase. o que existe é uma ausência do "eu" ... e isso é uma entrega pessoal que cada medium aprende com o decorrer do tempo, se apenas se dedicar ao sagrado.. vaidade é querer ser melhor q um ou outro julgando por ser ou nao inconsciente...

    ResponderExcluir